Tempo de guardar e de jogar fora

Eclesiastes 3.6
Introdução: O utilitarismo faz com que as pessoas queiram sempre mais e também desperdicem muito.


1- Tempo Humano de guardar e de jogar fora

As pessoas procuram acumular muitas coisas, mas também jogam fora (Salmos 39.6).
- Guardar no tempo humano: no mundo, quanto mais se tem, mais se quer ter (Eclesiastes 6.7), sem pensar na maior riqueza que é sua alma (Lucas 12.14-20).
- Jogar fora no tempo humano: o desperdício é uma prova que nem tudo o que queremos realmente precisamos (Isaías 55.2).
Quem passa a vida guardando riquezas, joga sua saúde fora (Jó 27.16-19), porque “que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Marcos 8.36).

2- Tempo Divino de guardar e de jogar fora

Existem coisas que precisamos guardar e outras desfazer.
- Guardar no tempo Divino: precisamos guardar o coração (Provérbios 8.23) e as boas lembranças (Lamentações 3.21).
- Jogar fora no tempo Divino: devemos jogar fora o medo e a dúvida (I João 4.18), bem como as lembranças ruins (Isaías 43.18).
Não podemos nos apegar a coisas terrenas (Mateus 6.19), e saber que “mais bem-aventurado é dar que receber” (Atos 20.35).

Conclusão

Faça uma avaliação de seus valores e jogue fora tudo o que não for bom, guardando o que for melhor (I Tessalonicenses 5.21).

Rev. Welfany Nolasco Rodrigues

Pastor Metodista. 44 anos. Casado com Ássima, pai de Heitor e Hadassa. Natural de Muriaé MG. Bacharel em Teologia pela UMESP.

Faça um comentário, mas só podemos publicar se identificar.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem

promoção de livros devocional diário