Ads Top

Um Pai de braços abertos

Lucas 15.11-24
- Introdução: O pai do filho pródigo é conhecido por sua disposição em doar, esperar e acolher seu filho perdido. O pai estava sempre de braços abertos:




1- Braços abertos para ENTREGAR: v.12

Quando o filho pediu sua parte da herança, o pai certamente ficou muito triste, mas não hesitou a entregar sua parte.
Esta disposição mostra que o pai tinha braços abertos para seu filho para o que precisasse.

2- Braços abertos para ESPERAR: v.17

A constante lembrança que o filho tinha do pai era de alguém disposto a receber quem precisasse de sua ajuda. Sabia que até mesmo os funcionários eram bem tratados em sua casa.
O filho sabia que o pai estaria de braços aberto o esperando. De fato aquele pai passou todo o tempo esperançoso por poder abraçar novamente seu filho.

3- Braços abertos para ACOLHER: v.20

Antes mesmo de o filho poder falar seu discurso pedindo perdão (v.18,19), foi surpreendido com um abraço de seu pai.
O pai o acolheu de braços abertos e o restituiu como filho herdeiro digno de receber vestes novas, sandálias, um anel e uma festa (v.22-24).

-Conclusão: Como pais não temos certeza das ações de nossos filhos, mas precisamos gravar em suas memórias que estaremos sempre de braços abertos para eles em qualquer situação.

© AUTOR: Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Tecnologia do Blogger.