As cavernas de Davi

COMPARTILHE esta Pregação:

Comente

I Samuel 22.1 e 24.3-8
- Introdução: Em momentos de perigo, Davi se refugiava em cavernas no meio dos montes. Duas cavernas de Davi:

1- Caverna de Adulão: I Samuel 22.1

A Caverna de Adulão foi o lugar onde Davi se refugiou quando fugia de Saul. Nesta caverna recebeu apoio de muitas pessoas que se juntaram a ele para o ajudar.
Nesta caverna aconteceu o crescimento do exército de Davi, onde encontrou o apoio que precisavam para permanecer e esperar o tempo de Deus para o seu reinado (II Samuel 23.13).
A caverna de Adulão foi um lugar para Davi se encontrar com Deus e escrever lindas orações como os Salmos 57 e 142

2- Caverna do Perdão: I Samuel 24.3-8

As cavernas eram os lugares mais protegidos em tempos de guerra (I Samuel 23.19). Também eram lugares de descanso e para privacidade em momentos de fazer necessidades fisiológicas.
O rei Saul entrou numa caverna para ‘aliviar o ventre” (v.3), sem saber que lá dentro estava Davi, que percebeu sua presença. Ao invés de aproveitar a oportunidade para se vingar, Davi poupou seu inimigo e demonstrou benignidade (v.7). Mas não perdeu a oportunidade de declarar seu perdão (v.8).
Esta caverna foi um lugar de perdão e reconciliação.

-Conclusão: Muitas vezes passamos por cavernas em tempos de perigo, mas devemos fazer delas lugares de encontro com Deus e para perdão.
Estas cavernas comumente estão dentro de nós onde fica um vazio que só Deus pode preencher e que através do perdão pode ser restaurada.

© AUTOR: Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por: Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues. Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP.
Siga: Google+.

0 COMENTE!:

Livro:

Livro

Esboços por email

Autor:

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Seguidores:

© 2016 Esboços de Pregações. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.