Rotas de fuga

COMPARTILHE esta Pregação:

“Jonas se dispôs, mas para fugir da presença do Senhor...”. Jonas 1.3
- Introdução: Quando passamos por uma luta logo pensamos em para onde ir. Fugimos por:

1- Medo: Jonas 1.17
Ao ser lançado no mar e engolido por um grande peixe, Jonas passou os momentos mais tenebrosos de sua vida. Fez uma oração clamando o socorro de Deus (Jonas 2.1-10).
Muitas vezes a fuga ao invés de resolver o problema, faz que o medo venha com mais força em consequência das tempestades que são resultado de nossos erros.

2- Dúvida: Jonas 3.1-4
Após ser salvo do peixe no mar, Deus chamou Jonas mais uma vez para pregar em Nínive. Pelo que entendemos ele foi mas não acreditava muito em sua mensagem e não gostou muito do resultado (Jonas 4.1-3).
A fuga também nos leva a duvidar de que podemos vencer enfrentando a situação. Precisamos confiar no Senhor e não temer.

3- Raiva: Jonas 4.4,5 e 7-11
Jonas ficou irado com o povo de Nínive e depois por causa da planta que secou tirando sua sombra. Duas vezes o Senhor perguntou a Jonas: “é razoável essa tua ira?” (Jonas 4.4,7).
A raiva nos leva a cometer erros muitas vezes irreparáveis nos distanciando mais ainda do propósito de Deus.

-Conclusão: Estas três rotas de fuga são tomadas por muitas pessoas quando se amedrontam, duvidam ou ficam irados. Não adianta fugir dos problemas, mas devemos confiar e obedecer ao Senhor.


© AUTOR: Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues Publicado por: Pr. Welfany Nolasco Rodrigues

Pr. Welfany Nolasco Rodrigues. Pastor Metodista e pregador do evangelho. Escritor de esboços e sermões. Formação: Bacharel em Teologia pela UMESP.
Siga: Google+.

Livro:

Livro

Esboços por email

Autor:

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Seguidores:

© 2016 Esboços de Pregações. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.